facebooktwitter

Depoimentos

Carlos Roberto P.

Em primeiro lugar somos gratos a Deus por nos proporcionar a oportunidade de fazer a reabilitação neste instituto.

Agradecemos a todos os profissionais que fazem parte dessa unidade, pelo carinho, atenção e dedicação que dispensam ao paciente, fazendo com que se sinta acolhido em todas suas necessidades.

Leia mais...

Alessandra M. A.

Agradeço ao Instituto Lucy Montoro, equipe médica, aos profissionais em geral, pela dedicação e árduos esforços para minha recuperação.

Leia mais...

Rita M. S. Gouvea

Um lugar de luta pela dignidade e por maior independência.

Uma batalha vencida a cada dia.

O segredo do sucesso: profissionais competentes e comprometimento do paciente.

Leia mais...

Cristina M. A.

Embora a carta seja do paciente, como cuidadora, não posso deixar de expressar minha alegria e satisfação por enxergar a melhora mais do que significativa da minha mãe.

Divina - minha mãe, chegou nessa unidade de reabilitação desacreditada de sua capacidade por toda parte do seu corpo era dor. E humor? Podemos dizer que ela tinha? Acredito que não.

Leia mais...

Cristiano R. S.

Estamos saindo do centro de reabilitação Lucy Montoro com um sentimento e satisfação, carinho e agradecimento.

Agradecemos a todos, sem exceção, pelos atendimentos recebidos aqui, pelo acolhimento, pelos esclarecimentos, atenção e orientações.

Leia mais...

Eliane B.

É com prazer que escrevo minha pequena aventura com a doença: a incapacitação devida a Síndrome de Guillain Barré foi uma queda em muitas dificuldades físicas e psíquicas. A reabilitação que começou na casa de minha irmã com fisioterapia foi otimizada e levada a cabo aqui de forma inteligente e eficaz.

Leia mais...

Marilene N.

Pra mim a experiência que tive aqui em 2 semanas de internação com meu paciente Srº Arlindo Contine, de 83 anos. Patologia AVC, só tenho a agradecer a equipe em geral e a instituição por ajudar na sua necessidade que aprendemos a melhora não só na deficiência e sim no emocional do paciente a oportunidade de melhor lidar com sua deficiência, e com tudo que aprendemos e que vamos dar continuidade em casa .

Lucimari F.

Foram quatro semanas de internação. Conhecemos novas pessoas, fazemos amigos, aprendemos a conviver com limitações.
As limitações são obstáculos que devem ser superados, cada um no seu tempo. Minha mãe já superou muitos, surpreendendo até os médicos que fizeram a sua cirurgia.

Leia mais...

Juliana S. M.

Me internei e cheguei tímida, sem noção de como seria o meu tratamento, pois totalmente dependente de outras pessoas, hoje já posso dizer que saio independente.

Leia mais...

Antônia de Fátima

É com muito prazer que escrevo esta carta.
Chegamos aqui neste instituto e como tudo, pela primeira vez, nos sentimos peixes fora d’água. Mas, no segundo dia, já fomos nos ambientando e conhecendo funcionários e profissionais e descobrindo tanto carinho e dedicação que eles têm com os pacientes e cuidadores.

Leia mais...