Reabilitação: professor da FMUSP recebe prêmio dos EUA

  • Print

O pesquisador Dr. Felipe Fregni, professor da Harvard Medical School e da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, recebeu o Presidential Early Career Award for Scientists and Engineers (Pecase).

O prêmio é a maior honraria científica concedida pelo governo dos Estados Unidos e é destinado a cientistas e engenheiros, reconhecidos como jovens lideranças em ciência e tecnologia. Os vencedores do Pecase são escolhidos pelos National Institutes of Health e indicados por órgãos governamentais ligados à saúde e pesquisa científica em todo o país norte-americano.

Fregni, que também é diretor do Centro de Neuromodulação no Hospital de Reabilitação Spaulding, em Boston (EUA), coordena o projeto “O déficit da inibição como marcador de neuroplasticidade na reabilitação”, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e conduzido por pesquisadores do Departamento de Reabilitação da FMUSP.

O trabalho tem por objetivo entender os mecanismos de neuroplasticidade envolvidos no processo de reabilitação motora. A ideia central é encontrar biomarcadores neurofisiológicos, que ajudam no aperfeiçoamento científico e terapêutico da reabilitação.

A cerimônia de premiação será realizada amanhã, dia 25 de julho, em Washington. As honrarias devem ser entregues pelo próprio presidente Donald Trump.

Para mais informações, clique aqui.

foto felipe fregni credito roberto navarro alesp

Prof. Dr. Felipe Fregni
(Crédito: Roberto Navarro/ALESP)