facebooktwitter

A importância do cuidado com o cuidador no Instituto de Reabilitação Lucy Montoro

Para acompanhar o processo de reabilitação junto do paciente, o cuidador também necessita de atenção. Pensando nisso, o Instituto de Reabilitação Lucy Montoro do Morumbi (IRLM) criou o projeto “Cuidando do Cuidador”, que visa trabalhar os aspectos físicos e emocionais do cuidador do paciente em regime de internação.

O cuidador é a pessoa que está ao lado da pessoa em reabilitação. O projeto enfatiza a importância da atividade física para esse cuidador, permitindo que haja um tempo destinado somente a ele. As atividades são realizadas no próprio IRLM, e acontecem três vezes por semana, para que todos os cuidadores dos pacientes da internação tenham chance de participar. São propostos exercícios como alongamentos, atividades com bola e bastão, vôlei e caminhada, além de atividades que eles consigam reproduzir de maneira correta e sequencial em casa. Algumas atividades também visam ao relaxamento.

Cuidando do Cuidador1

CuidandodoCuidador4
Acima, um grupo de cuidadores do IRLM no espaço onde são promovidas as atividades

Para a cuidadora Paula Pinto Cezar, que acompanha seu esposo na Internação, as propostas da equipe de Educação Física são muito divertidas e interessantes, e cada atividade oferece um grau determinado de dificuldade, como por exemplo o vôlei "sentado". “Eles ensinam que a gente precisa cuidar bem da gente, e que é importante estar bem para poder cuidar do outro", afirma. No meu caso, posso dizer que existe uma Paula antes e uma outra ‘pós-Lucy’".

Vinícius Mathias Pinto, educador físico e coordenador do Serviço de Condicionamento Físico do IRLM, comenta que “é muito gratificante para nós, profissionais de saúde, ver a satisfação dos cuidadores com relação ao exercício, ver que estão fazendo algo por eles mesmos, levando em questão o aspecto físico e o emocional”. No IRLM, os pacientes em reabilitação passam por um período de até 60 dias de internação, lembra o educador, nos quais recebem estímulos e exercícios intensivos para que possam ter a recuperação mais rápida possível. "Nesse período precisam estar o tempo todo acompanhados de um cuidador, que geralmente é um membro da família. Nada mais justo do que essa pessoa – cuja presença é fundamental para o tratamento do paciente – também receber cuidados".

Publicado originalmente no site da Fundação Faculdade de Medicina.

Cuidando do Cuidador
Paula e seu esposo José; ao lado, o educador físico Vinícius Mathias orienta um alongamento