facebooktwitter

Medalhista Paralímpica vem à Rede Lucy Montoro palestrar sobre a vida com deficiência, reabilitação e esporte

Numa tarde de sol do dia 16 de março, a vitoriosa atleta paralímpica Verônica Hipólito esteve no IMREA Vila Mariana para um bate-papo descontraído e motivador com os pacientes de Ambulatório e Internação.

A atleta, dona de medalhas de prata e bronze conquistadas na modalidade atletismo nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, contou para os pacientes que para chegar a estas conquistas foi preciso muita paciência e, principalmente, fé nos sonhos e na “grandeza maravilhosa que cada um de nós temos”.

Aos 15 anos, Verônica sofreu um AVC que a deixou com algumas sequelas mas que não a impediram de acreditar que conseguiria voltar a treinar para ser campeã. Para isso, contou com a ajuda da família e o incentivo do treinador e dos colegas de treino.

Durante a fase de reabilitação, Verônica teve altos e baixos com dias mais fáceis e dias mais difíceis. “Às vezes achava que não ia conseguir e, realmente, nada acontecia no meu tempo. O estímulo da família e da equipe multidisciplinar nesta fase me ajudou muito”, comentou a atleta. Nesta fase, segundo ela, aprendeu a dar um passo de cada vez e aproveitar a focar sempre na solução e não nos problemas.

História no Esporte
Verônica sempre quis ter uma oportunidade de fazer história pelo esporte e com esta determinação, deixou de lado amigos e família para treinar intensamente. “Quando você está com seu time treinando, sente uma adrenalina absurda que te faz sentir que se vive de verdade”, ressalta a atleta.


Durante a palestra, a jovem também falou sobre as dificuldades e preconceitos que marcam o sexo feminino e a deficiência no mundo dos esportes. Mas, ressaltou ela, sem se apegar à visão dos outros, conseguiu ser uma atleta de alto rendimento. “Depois das Paralimpíadas, todo mundo passou a enxergar a pessoa com deficiência como alguém capaz”, complementa a atleta.

Ao finalizar, Verônica convidou os pacientes que a assistiam para conhecerem o Centro Paraolímpico em São Paulo, incentivando a busca pela prática esportiva. Para um dos espectadores, Dorival Vespasiano S. Neto, a palestra não poderia ser mais motivadora. “Foi maravilhoso participar desta conversa com a Verônica, pois ela disse o que sinto. Matamos um leão por dia para provar que somos capazes”, comentou o paciente do IMREA Vila Mariana.

Veronica

Verônica Hipólito com parte da equipe de Condicionamento Físico do IMREA Vila Mariana

Dorival

A atleta com Dorival Vespasiano S. Neto, paciente da Rede de Reabilitação Lucy Montoro

veronica2